Câmara de São João da Barra doa R$ 2,2 milhões para ajudar no combate ao coronavírus
- Atualizado em 25/03/2020 00:24
O município de São João da Barra ganhou mais um reforço na luta contra o coronavírus. A Câmara Municipal aprovou por unanimidade, na sessão desta terça-feira, o projeto de lei nº 013/2020, com o objetivo de doar R$ 2,2 milhões à Prefeitura, para serem utilizados em medidas de Saúde e Assistência Social em combate à pandemia provocada pela Covid-19. O recurso é proveniente do Fundo Especial do Legislativo (criado pela lei municipal nº 321/2014).
O presidente da Casa, Aluizio Siqueira (PP), explicou que o fundo foi criado, na época, em sua gestão, para assegurar recursos para a expansão e o aperfeiçoamento de atividades desenvolvidas no âmbito do própria Câmara, mas que, diante da gravidade da pandemia que vive o mundo, todos os vereadores concordaram em alterar a lei, visando destinar o recurso à Prefeitura para atender a população de São João da Barra. Aluizio destacou também, a gestão do ex-presidente Alex Firme (PP), que trabalhou no sentido de fazer economias.
— Neste momento, é necessário unirmos forças, e esse recurso será importante para o tratamento, prevenção e também para a parte social, porque com a paralisação da economia, muitas pessoas terão dificuldades para comprar alimentos. Foi por isso que a assistência social também foi contemplada, pois sabemos que as pessoas vão passar por problemas sérios — completou Aluizio.
A secretária de Saúde de SJB, Arleny Valdes, e a responsável pela pasta de Assistência Social município, Michelle Pessanha Pinto Lessa, assistiram à sessão e, após os trabalhos, foram convidadas para falar sobre o coronavírus aos internautas, já que o acesso à Casa está restrito somente aos servidores e vereadores. Ambas orientaram as pessoas a ficarem em casa e destacaram que o dinheiro doado será bastante necessário neste momento tão crítico a todos.
A sessão foi marcada, também, pelo retorno do vereador Elísio Rodrigues (PDT), que estava no cargo de secretário municipal de Transportes, desde julho do ano passado. Deixa o Legislativo municipal o suplente Chico da Quixaba (PSL). O retorno de Elísio já leva em conta o calendário eleitoral, uma vez que pré-candidatos ao pleito deste ano não podem exercer a função de secretário seis meses antes das eleições municipais.
Na pauta, os vereadores também aprovaram o projeto de lei nº 012/2020, que dispõe sobre a destinação de uma área de cinco mil metros quadrados na BR 356, por parte do Executivo, para a construção da nova sede da Câmara.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS