"Democracia em vertigem" na disputa pelo Oscar
13/01/2020 14:27 - Atualizado em 13/01/2020 15:17
Cena do Democracia em vertigem
Cena do Democracia em vertigem / Divulgação
A crise democrática do Brasil e o turbilhão político dos últimos anos desfilarão no tapete vermelho do Oscar 2020, no dia 9 de fevereiro. “Democracia em vertigem”, de Petra Costa, concorre à estatueta dourada na categoria de melhor documentário, conforme anunciado pela Academy Awards na manhã desta segunda-feira. A produção brasileira concorrerá com “American factory”, “The cave“, “For Sama” e “Honeyland”.
O longa, que estreou na Netflix em 19 de junho, mostra o agitado mar dos últimos anos da pós-redemocratização brasileira, cujo ato central é o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016 —e a despedida do Partido dos Trabalhadores (PT) do poder, lugar que a sigla de Luiz Inácio Lula da Silva ocupava havia 13 anos— e que culminou na eleição do ultradireitista Jair Bolsonaro em 2018.
Em Democracia em vertigem, Costa constrói uma narrativa com uma sequência de fatos organizados para além dos fragmentos dos jornais, como contou Talita Bedinelli, e cujos elementos se aproximam até dos gêneros da ficção: há vilões, mocinhos, traidores e muitas reviravoltas. Além de capturar o retrato do Brasil do impeachment, a cineasta mergulha em fatos políticos do passado para entender como o país chegou até seu momento atual. Essa análise começa nos anos 1970, com a transformação de um país que ainda lutava para desvencilhar-se de uma ditadura militar sangrenta, enquanto alçava à liderança política um metalúrgico sindicalista, Lula, que 30 anos mais tarde se tornaria presidente.
Algumas categorias
Curta documentário: In the Absence, Learning to Skateboard in a Warzone, Life overtakes me, St Louis Superman e Walk Run Cha-cha.
Melhor filme: Ford v Ferrari, O Irlandês, Jojo Rabbit, Coringa, Adoráveis Mulheres, História de um Casamento, 1917, Era uma vez em... Hollywood e Parasita.
Filme estrangeiro: Corpus christi (Polônia), Honeyland (Macedônia), Os Miseráveis (França), Dor e Glória (França) e Parasita (Coreia do Sul).
Animação: Como Treinar seu Dragão 3, I Lost my Body, Klaus, Missing Link e Toy Story 4.
Melhor curta: Brotherhood, Nefta Football Club, The Neighbors’ Window, Saria e A Sister.
Curta de animação: Dcera (daughter), Hair Love, Kitbull, Memorable e A Sister.
Fonte: Agência Brasil

ÚLTIMAS NOTÍCIAS