Marcelo Sampaio é eleito presidente do Conselho Municipal de Cultura de Campos
Matheus Berriel 10/12/2019 20:29 - Atualizado em 17/12/2019 17:10
Marcelo na eleição desta terça-feira (10)
Marcelo na eleição desta terça-feira (10) / Roidrigo Silveira
O professor e pesquisador Marcelo Sampaio será o primeiro representante da sociedade civil a presidir o Conselho Municipal de Cultura (Comcultura) de Campos, tendo como vice o poeta Ronaldo Junior. Candidatos de chapa única, eles foram eleitos na noite desta terça-feira (10) pelos 16 conselheiros que compareceram ao Museu Histórico de Campos, sem votos contrários ou abstenções. A eleição foi válida para o próximo ano, que encerrará o biênio iniciado em 2019 sob comando da presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), Cristina Lima. A posse da chapa está marcada para a próxima terça-feira (17), às 18h, também no Museu.
— Eu acho que o Conselho Municipal é um espaço fundamental para que a sociedade civil se posicione, leve as suas demandas para o poder público. Então, eu quero exatamente fazer com a que a sociedade civil marque presença, principalmente na nossa área artístico-cultural — disse Marcelo Sampaio.
A primeira eleição de representantes da sociedade civil foi viabilizada após uma mudança no regimento interno do Comcultura.
— Acho que a gestão da Cristina Lima vai entrar para a história por ter possibilitado a mudança do nosso regimento interno, que fez com que, pela primeira vez, ele pudesse ser presidido por uma pessoa da sociedade civil, como eu sou. Acho isso realmente histórico — pontuou Marcelo
De acordo com o vice-presidente eleito, Ronaldo Junior, uma das pautas mais importantes em 2020 será a reabertura do Palácio da Cultura. Atualmente, existe um projeto da Prefeitura para que o espaço receba áreas de inovação, tecnologia e empreendedorismo. Também serão priorizados debates sobre o Plano Municipal de Cultura.
— É de fato um ato histórico. Uma situação que não apenas mostra que o conselho será combativo e representativo. Historicamente, temos uma presença mais expressiva da sociedade civil nos conselhos, pelo que conheço da história do Conselho de Cultura. Agora, principalmente, com a presidência da sociedade civil, a gente vai ter ainda mais possibilidade de trazer debates, ter discussões e levar assuntos importantes para a cultura do município — afirmou Ronaldo.
Votaram nesta terça-feira conselheiros representantes das câmaras técnicas de audiovisual, Joilson Bessa; artes visuais, Cássio Peixoto; cultura popular, Marcelo Sampaio; dança, Sylvia Paes; gestão cultural, Kátia Macabu; instituições de ensino, Jonas Defante; patrimônio, Humberto Fernandes; literatura, Ronaldo Junior; coletivos culturais, Mariana Fagundes; música, Anderson Barreto; e teatro, Fabrício Simões. Também marcou presença Genilson Paes Soares, novo conselheiro de artes de rua, que não pôde participar devido ao fato de seu nome ainda não ter sido publicado no Diário Oficial. Pelo poder público, deram seus votos a atual presidente, Cristina Lima, que representa a FCJOL; Ana Márcia Scot, pela secretaria de Educação; Maurício Xexéo, pela Biblioteca Municipal; e Denise Diniz, pelo Museu Histórico.
Marcelo foi eleito com 16 votos
Marcelo foi eleito com 16 votos / Rodrigo Silveira
Palácio da Cultura — Presente na reunião do Comcultura desta terça para apresentar um projeto do Programa Municipal de Apoio à Economia Criativa, o superintendente municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Romeu e Silva Neto, recebeu dos conselheiros um relatório sobre a visita recente de um grupo ao Palácio da Cultura, atualmente em obras.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS