Presidente chileno é acusado de crimes contra a humanidade
- Atualizado em 07/11/2019 16:08
O presidente do Chile, Sebastián Piñera
O presidente do Chile, Sebastián Piñera / Divulgação/Agência Brasil
O Tribunal de Santiago do Chile aceitou a denúncia contra o presidente do país, Sebastián Piñera, por crimes contra a humanidade cometidos em razão das manifestações que pararam o país nas últimas três semanas e que deixaram 20 mortos. Em resposta, Piñera afirmou que "não tem nada que ocultar".
A acusação, apresentada por um grupo de advogados que representam organizações de direitos humanos, quer que se investigue a participação do presidente como autor de crime contra a humanidade, por causa das violações registradas no país desde o dia 18 de outubro, quando as Forças Armadas foram às ruas conter e reprimir os protestos.
Segundo Sebastián Piñera, todos os culpados terão de pagar por seus crimes, sejam eles membros das forças de segurança, sejam eles cidadãos comuns. A denúncia contra Piñera foi aceita pelo juiz Patricio Álvarez e o assunto foi encaminhado ao Ministério Público, para investigação.
Fonte: Agência Brasil 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS