Jogadores desistem de atuar no Macaé
Aldir Sales - Atualizado em 29/11/2019 20:58
A Seletiva da Série A do Campeonato Estadual nem começou e o Macaé Esporte já vive sua primeira crise. A diretoria do clube macaense anunciou um pacotão de dez contratações no início de novembro, porém, pelo menos quatro jogadores anunciados já deixaram o Alvianil Praiano desde então. De acordo com o site Futrio, o motivo da debanda foi a tentativa da direção em mudar os acordos feitos anteriormente com alguns atletas.
O zagueiro Pedro Henrique foi o último a deixar o Macaé, na última quinta-feira. Além dele, também largaram o barco alvianil Alan Pires, Yan e Alex Alcântara. Desde então, nenhum outro nome foi anunciado pelo clube e o técnico Mário Júnior trabalha com o elenco reduzido.
Longe dos áureos tempos, quando chegou a disputar a Série B do Campeonato Brasileiro, o Macaé optou por realizar toda sua pré-temporada no próprio município.
Além do zagueiro Vladimir e do lateral Luiz Eduardo, que já estavam confirmados, os destaques das contratações do Macaé ficam para os retornos dos meias Wagner Carioca e do ídolo Gedeíl.
O presidente do clube, Mirinho, também anunciou as chegadas de nomes conhecidos do futebol campista. Para o ataque, um dos principais nomes é de Luquinha, o talismã do Goytacaz na campanha do acesso à Série A de 2018. Já para o gol, a bola da vez é do arqueiro Bambu, que passou recentemente pelo Campos, onde disputou a Seletiva da Primeira Divisão em 2017.
Os demais reforços do Alvianil Praiano são os zagueiros Cristiano (ex-Olaria) e Guilherme; os meias Julinho, Diogo Armando (ex-Macaé) e Júnior Santos (ex-Itaboraí); e o atacante Hudson (ex-Queimados).
O clube trabalha junto com a Prefeitura do município nas reformas que viabilizariam a liberação do seu estádio para a disputa do Campeonato Estadual.
A estreia do Macaé acontece no dia 22 de dezembro, contra o America, fora de casa. Na fase preliminar o time ainda duela com Americano, Friburguense, Nova Iguaçu e Portuguesa. 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS