Processo e denúncia de Wladimir, reação de Rafael e Magal nomeado na Alerj
- Atualizado em 05/06/2019 11:06
Movimentação em processo
Que o calendário eleitoral municipal só começa para valer no ano que vem não é novidade. Contudo, em Campos, o clima para 2020 não era calmo e, agora, esquentou ainda mais. Nessa terça-feira (4), algumas movimentações que vão refletir lá na frente ganharam destaque. Na ação em que o Psol pede a cassação do deputado federal Wladimir Garotinho (PSD) e do deputado estadual Bruno Dauaire (PSC), por abuso de poder político e econômico em 2018, o desembargador Claudio Oliveira solicitou (aqui) cópias das “interceptações telefônicas que, dentre outros ilícitos, envolvem a prática de corrupção eleitoral” na operação Verde Oliva. 
Operação policial
A operação foi deflagrada no dia 16 de outubro do ano passado (aqui) e sinalizou que o principal chefe do tráfico do Parque Eldorado, ordenava, de dentro da prisão, execuções e extorsões a políticos. A investigação apontou que Cassiano Soares da Silva Vicente, vulgo “Cotó”, definiria quais candidatos poderiam fazer carreatas ou campanhas nas comunidades sob seu domínio e atuaria, ainda, pedindo votos para determinados políticos. Para o Psol, os dois parlamentares teriam sido favorecidos por um esquema no Eldorado. Aliados políticos e com votações expressivas na localidade, Bruno e Wladimir negam quaisquer ilicitudes. 
Denúncia em Brasília
Ainda que não assuma ser pré-candidato a prefeito de Campos, fale que será um nome do grupo, Wladimir tem atuado no enfrentamento com o prefeito Rafael Diniz (PPS). Mais uma prova disso foi levar nessa terça para a tribuna da Câmara dos Deputados, em Brasília, denúncias (aqui) sobre a área da Saúde municipal. Abdu Neme, secretário da pasta, tem negado (aqui) as irregularidades e disse estar à disposição para prestar as informações aos órgãos competentes. O próprio Wladimir alertou que todo mundo é inocente até que se prove o contrário e que vai atuar pessoalmente para buscar todos os esclarecimentos.
Reação de Rafael
Em um dia turbulento, também teve reação do governo Rafael Diniz. Não foram poucas as notícias negativas dos últimos dias. Uma delas foi a necessidade de adiar a inauguração do Hospital São José (aqui), agora prevista para este mês. Mas nada supera o desgaste com o servidor que foi sinalizar um reajuste de 4,18% e depois recuar (aqui). Nessa terça, Rafael anunciou (aqui) que assinou o projeto para implantar eleição direta para diretores escolares. Promessa de campanha, ela contempla parte dos servidores, da área da Educação, que há anos lutam por essa mudança. E, claro, é mais um fato para refletir no tabuleiro eleitoral do ano que vem.
Alternativa
E no jogo jogado, teve mais movimentações importantes para 2020. Condenado na Chequinho, mas com capital eleitoral inegável, especialmente em Guarus, o ex-vereador Jorge Magal (PSD) ganhou cargo (aqui) de confiança na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Não foi possível confirmar quem teria indicado Magal, mas a portaria é assinada pelo presidente da Casa, André Ceciliano — o mesmo que já declarou (aqui) apoio a Rodrigo Bacellar (SD) para eleição do ano que vem. Tudo indica que ao trazer Magal para perto, Ceciliano pode estar dando munição a Bacellar para fortalecer uma opção de terceira via no ano que vem. A conferir.
Vermelho
Está confirmado para segunda-feira o início da coleta itinerante de sangue do Hemocentro Regional do Hospital Ferreira Machado. O trabalho começa pela praça do Santíssimo Salvador, no Centro, e se estende até o dia 29, na Igreja Adventista do Parque Califórnia, com um total de sete pontos e passagens por outros três municípios: Itaocara, Quissamã e São João da Barra. Neste mês é realizada em todo Brasil a campanha “Junho Vermelho”, com o movimento “Eu Dou Sangue”, com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância do ato.
SJB
A Prefeitura de São João da Barra convocou 40 profissionais aprovados no concurso da Saúde, realizado em 2015, ainda na gestão do ex-prefeito Neco (MDB). As portarias foram publicadas no Diário Oficial da última segunda-feira. Chama atenção neste certame é que a validade ex-pira já no próximo dia 10 e só agora estão sendo convocados os primeiros colocados em algumas áreas. Em seu perfil no Facebook, a prefeita Carla Machado (PP) destacou: “A gestão anterior só empossou oito aprovados da saúde, enquanto nós efetivamos 155 concursados dessa área”. Os convocados devem se apresentar entre quinta (6) e sexta-feira (7).
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS