Wladimir Garotinho articula liberação de leitos de UTI na Beneficência Portuguesa
14/05/2019 17:13 - Atualizado em 14/05/2019 18:26
Deputado Wladimir Garotinho com o ministro Mandetta
Deputado Wladimir Garotinho com o ministro Mandetta / Divulgação
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assinou nesta terça-feira (14), após pedido do deputado federal Wladimir Garotinho (PSD), a liberação de oito leitos na UTI neonatal do Hospital Beneficência Portuguesa, em Campos, para atendimento de pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o presidente do hospital, Renato Dantas, esse era um pleito da unidade há 13 anos.
Em sua participação no programa Folha no Ar, da rádio Folha FM 98,3, no dia 5 de abril, o deputado adiantou que tentava uma agenda dos hospitais contratualizados de Campos com o ministro da Saúde. Wladimir chegou a reclamar que estava com dificuldades para marcar uma reunião com Mandetta, mas os dois se encontraram no dia 8 de abril.
Segundo Renato Dantas, a assinatura da regulação com o SUS vai permitir a ampliação do atendimento na UTI neonatal. “Estávamos nessa luta há cerca de 13 anos. Fizemos um investimento para a montagem da UTI e a Prefeitura de Campos bancava integralmente a manutenção, mas nunca conseguimos a regulação pelo SUS. Foram 13 anos de burocracia. Os médicos da unidade procuraram o Ministério Público por causa da falta de pagamento regular por parte do município. Após isso, o processo andou mais rápido e foi para Brasília. Só faltava a assinatura do ministro para acontecer, só que ficou parado desde 2017. A UTI neonatal já atende pelo SUS, mas apenas para os pacientes do município. Agora o Estado também vai entrar na regulação dos leitos”, disse.
O presidente da Beneficência explicou, ainda, que a regulação do SUS vale para oito dos 11 leitos da UTI neonatal do hospital. “A capacidade da unidade não era utilizada em sua totalidade. Essa notícia é ótima, vai ampliar o atendimento à população. Se o município não preencher as vagas, os pacientes do Estado também serão atendidos”.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS