Peixes no combate ao Aedes aegypti
22/05/2019 16:04 - Atualizado em 22/05/2019 16:04
Na batalha contra o mosquito Aedes aegypti, a soltura de peixes em áreas alagadas é posta em prática. Essa é mais uma forma de combate utilizada pelo Núcleo de Controle de Zoonoses (NCZ), da secretaria de Saúde de São João da Barra. O método natural é usado desde 2017 com resultado positivo no extermínio de larvas.
— Fazemos esse controle biológico com peixes em áreas que constantemente estão alagadas ou não secam. Os peixes comem as larvas e não precisamos utilizar tratamento químico. Vale ressaltar que são peixes nativos da nossa fauna e nenhuma espécie exótica é introduzida nesse processo — diz o coordenador do NCZ, Marcos Machado.
A soltura de peixes acontece, com mais frequência, em alagados no distrito do Açu, na sede do município e em Atafona. A prática também se estende para piscinas em Grussaí e na sede.
O mosquito é causador da dengue, zika vírus, chikungunya e, agora, a mais recente descoberta o vírus mayaro. "A luta é grande e muito desigual, mas estamos trabalhando, inclusive, com mutirões constantes. Não cansamos, entretanto, de pedir ajuda da população: abram suas casas para os agentes, olhem suas casas", finaliza o coordenador do NCZ.
Fonte: Secom SJB

ÚLTIMAS NOTÍCIAS