Ponto Final - Corrida eleitoral à Prefeitura em 2020 com cenário polarizado
18/04/2019 08:52 - Atualizado em 19/04/2019 11:26
Polarização
O cenário eleitoral de 2020 pode ainda não estar definido, mas quase ninguém tem dúvidas sobre quem já tenta marcar território. A cada dia fica mais clara a postura do prefeito Rafael Diniz (PPS) e do deputado federal Wladimir Garotinho (PSD) no tabuleiro. Um rebate as críticas do outro, como mostra matéria na página 2, já polarizando o cenário. Fato é que Rafael não esconde, declara publicamente que é pré-candidato à reeleição. Por outro lado, o deputado nega que seja o nome do seu grupo a entrar na disputa no ano que vem, embora as evidências mostrem o contrário.
Maturidade
Entrevistado ontem na segunda edição do programa Folha no Ar, da rádio Folha FM (98,3), Rafael, que também é presidente da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro), mostrou maturidade ao falar sobre a perspectiva de julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que pode redistribuir os royalties, prejudicando estados e municípios produtores. A análise da Corte está marcada para 20 de novembro. Rafael salientou que, nesta pauta, não existem adversários políticos. Quem não estiver unido na busca de uma solução, estará contra o município e toda região.
Mais apoio
Por falar nessa questão de redistribuição dos royalties de petróleo, Wladimir se reuniu ontem com o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), o deputado estadual André Ceciliano (PT), para discutir estratégias de ação na luta contra a nova partilha, que pode determinar a falência do Estado do Rio e municípios produtores. Ceciliano, em recente visita à Folha, antes de o STF marcar o julgamento da ADI, já demonstrava preocupação com o setor de petróleo e falou sobre a importância de ações conjuntas em Brasília na defesa dos produtores.
Diesel
O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, anunciou, ontem, aumento de R$ 0,10 por litro de diesel nas refinarias. Segundo ele, a política de preços da estatal acompanhará a variação do combustível no mercado internacional, mas a periodicidade dos reajustes não será imediata. O valor do diesel subirá dos atuais R$ 2,14 para R$ 2,24, em média, nos 35 pontos de distribuição no país. O anúncio veio seis dias depois da estatal voltar atrás no último aumento, por determinação do presidente Jair Bolsonaro (PSL).
Na lista
O presidente Jair Bolsonaro foi incluído na lista das 100 personalidades mais influentes do mundo em 2019, segundo a revista norte-americana Time, uma das publicações semanais mais relevantes do mundo. No texto que descreve o perfil do presidente, assinado pelo editor da revista, Ian Bremmer, Bolsonaro é apontado como um “personagem complexo”, que “representa uma ruptura brusca com uma década de corrupção de alto nível e a melhor chance de o Brasil implementar, em uma geração, reformas econômicas que possam domar a dívida crescente” do país.
Outros nomes
Bolsonaro aparece na categoria “líderes”, ao lado de políticos como o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o líder chinês Xi Jinping, o primeiro-ministro italiano Matteo Salvini e o presidente do México, López Obrador, além do Papa Francisco. Nos últimos anos, outros brasileiros figuraram na lista da Time, como os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT), hoje preso, e Dilma Rousseff (PT); Sérgio Moro, quando juiz de primeira instância da Lava Jato; o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa; a ex-presidente da Petrobras Graça Foster; o surfista Gabriel Medina, além dos empresários Eike Batista e Jorge Paulo Lemann.
Não agradou
O presidente do Partido Social Cristão (PSC) em São João da Barra, Renato Timotheo, comunicou ao Diretório Estadual, ontem, sua renúncia do cargo e consequente desfiliação da sigla. A decisão foi tomada, segundo ele, por discordar da recente filiação do deputado estadual Bruno Dauaire. À frente do diretório municipal desde 2016, Timotheo, aliado da prefeita Carla Machado (PP) e atual presidente do Regime Próprio de Previdência Social dos servidores municipais sanjoanenses, o SJBPrev, esclarece que não existe nenhuma relação ou motivo para dividir o mesmo espaço partidário com o parlamentar.
José Renato

ÚLTIMAS NOTÍCIAS