Chequinho: TRE confirma condenação do vereador Roberto Pinto
23/02/2018 19:00 - Atualizado em 23/02/2018 19:01
Depois de duas vezes retirado de pauta, o recurso do vereador Amaro Roberto Pinto (PTC) foi julgado pelo plenário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na última quarta-feira (22). Como tem ocorrido até o momento, o recurso foi rejeitado e a condenação do parlamentar em primeira instância no caso Chequinho, confirmada.
Assim como nos demais casos, os desembargadores mantiveram apenas os votos atribuídos ao vereador.
Ele ainda pode apresentar Embargos de Declaração - que é um recurso que esclarece pontos da sentença. Caso os Embargos sejam rejeitados, Roberto Pinto terá que deixar a Câmara.
Roberto Pinto é o nono vereador com condenação já confirmada pelo TRE no caso Chequinho.
Confira a situação dos demais vereadores condenados na Chequinho:
Jorge Magal (PSD) - condenado em primeira instância, perdeu no TRE e teve que sair do cargo, recorreu ao TSE e perdeu.
Vinicius Madureira (PRP) - condenado em primeira instância, perdeu no TRE e teve que sair do cargo, recorre ao TSE.
Jorge Rangel (PTB) - condenado em primeira instância, perdeu no TRE e já deixou o cargo.
Miguelito (PSL), Thiago Virgílio (PTC) e Linda Mara (PTC) - condenados em primeira instância, perderam no TRE e já tiveram Embargos de Declaração rejeitados pelo TRE. O Tribunal ainda não comunicou à Câmara para que eles deixem os cargos.
Ozéias (PSDB) e Kellinho (PR) —  condenados em primeira instância, perderam no TRE e aguardam julgamento dos Embargos de Declaração no TRE.
Falta, ainda, ser marcado o julgamento de Thiago Ferrugem (PR).

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Sobre o autor

    Suzy Monteiro

    [email protected]