Semiologia Médica 3 - Doenças por uma nova ótica
21/12/2017 13:01 - Atualizado em 21/12/2017 15:59
No último domingo do mês, publico no blog verbetes de um dicionário médico-poético.
Formigamento: Locomoção de um grupo de formigas debaixo do tecido epitelial em busca de alimento. As formigas existem há 100 milhões de anos e constituem a maior população de insetos do planeta. Fora do corpo humano, são conhecidas por consumirem diversos tipos de alimento, tendo preferência por substâncias adocicadas como açúcar, mel, bolos. Dentro do corpo humano, a base alimentar do inseto varia de acordo com sua espécie. Entre as mais comuns estão:
Formiga fantasma (Tapinoma Melanocephalum): Esta espécie se alimenta basicamente de medos e acontecimentos passados não digeridos pelo corpo do paciente. Pessoas pretéritas, presas à saudades, com tendências à alucinações e pensamentos ilusórios são mais propensas a hospedar o formigueiro fantasma, sofrendo por consequência constantes formigamentos em diversas partes do corpo. Estas formigas fazem trilhas irregulares, andam em ziguezague e não se fixam em um lugar por muito tempo.
Recomenda-se exposição do tecido epitelial ao frescor do vento e das chuvas e infinitas sessões de drenagem linfática.
Formiga louca (Paratrechina Longicornis): O nome “louca” é devido ao andar irregular e em semicírculos dessa espécie. A sensação do formigamento é sentida da mesma forma pelo paciente hospedeiro. A formiga louca se alimenta da realidade do paciente. Ela pode desencadear reações variadas como devaneios, arrepios, pirações e delírios.
Se o paciente for cuidadoso e consciente da existência deste tipo de formigueiro, ele poderá fazer bom uso da loucura proporcionada pelas formigas.
Formiga –faraó (Monomorium Pharaonis): Os faraós eram os reis do Egito Antigo. Possuíam poderes absolutos na sociedade decidindo sobre a vida política, religiosa, econômica e militar. Eram considerados filhos diretos do deus Osíris. Portanto, os faraós eram, consequentemente, deuses vivos. A formiga faraó se alimenta de ideias de grandeza, autoritarismo e prepotência. Geralmente se hospedam em corpos adultos com mais de 12 anos, portadores de complexo de superioridade, e com grande necessidade de controle daquilo que é incontrolável, como por exemplo o tempo cronológico, os fenômenos meteorológicos e as vidas alheias.
----------------------------------------------------------//-----------------------------------------------------------
Edemas periféricos: Inchaços dos tornozelos, pés e pernas. A acumulação anormal do peso da vida nos membros inferiores. Excesso de caminhos e falta de caminhadas.
Recomenda-se exercícios físicos e drenagens das preocupações. 
----------------------------------------------------------//-----------------------------------------------------------
Sacudida hipnal: Sacudida forte e breve que a vida dá enquanto dormimos. Muitas pessoas sentem os espasmos enquanto acordadas, uma grande maioria relaciona os mesmos a passagem de algum anjo ou espírito. A escassez de literatura científica a respeito alimenta os mistérios sobre a causa.
Embora muito comum e aparentemente inofensiva, a sacudida hipnal requer cuidados: vale prestar atenção e manter os olhos abertos para os acontecimentos da vida. Principalmente enquanto sonhamos acordados.
----------------------------------------------------------//-----------------------------------------------------------
Dermatite de contato: reação inflamatória da pele devido à exposição a um componente que causa irritação ou alergia. Erupção cutânea (ou dos nervos), coceira, vermelhidão e descamação são sintomas comuns.
A dermatite de contato irritativa é o tipo mais comum. Essa reação ocorre quando a pele entra em contato com uma substância que desencadeia irritação por ação direta. Além da irritabilidade, principal sintoma da patologia, o paciente poderá sofrer de mau humor, desânimo, alterações de apetite e do sono. Fissuras podem se formar nas mãos e no comportamento.
Os agentes causadores mais comuns são pessoas ou atividades preservadas por formaldeído (componente químico utilizado para conservação de cadáveres). Podemos destacar chefes arrogantes, trabalhos não prazerosos, colegas invejosos, problemas de família e relações amorosas com componentes tóxicos.
A gravidade da dermatite de contato irritativa depende do tempo e intensidade de exposição e da capacidade agressora da substância. Se no primeiro contato, a pele apresentar lesão, denomina-se dermatite de contato por irritante primário. Pacientes com sensibilidade à flor da pele apresentam vantagens na identificação imediata do agente causador da irritabilidade (quando o santo não bate).
Para os casos em que são necessárias mais de uma exposição para manifestação da patologia, denomina-se dermatite de contato alérgica. É muito comum o paciente apresentar dificuldades para associar a dermatite ao seu componente causador e por conta disso, pode ao longo da vida, submeter a tratamentos paliativos como antialérgicos, práticas de respiração, meditação e yoga, massagens e cremes com propriedades calmantes e anti-inflamatórias. Estas medidas adiam a possibilidade de cura e mascaram os sintomas da doença.
O tratamento da dermatite de contato bem sucedido consiste basicamente em identificar o que está causando a reação e se manter distante. Se você pode evitar o agente agressor, a erupção geralmente se resolve.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Sobre o autor

    Mariana Luiza

    [email protected]