Velho Mundo
- Atualizado em 28/07/2017 13:17
Eles inventaram o rock’n’roll, derrubaram tabus, amaram livremente, enfrentaram ditaduras e juraram que seriam jovens para sempre. Mas um dia, ao se olhar no espelho, notaram um rosto juncado de rugas. O corpo já não obedecia aos comandos, a mente pregava peças, aquela vontade louca de mudar os rumos da história aquietou-se. A geração baby boomer — a nascida no pós-guerra, responsável por remodelar o mundo no século 20 — enfim envelheceu.
 
Nunca o globo esteve tão senil quanto agora. São 841 milhões de pessoas com mais de 60 anos, alterando radicalmente o desenho da pirâmide etária — se antes um funil invertido, agora base e topo têm largura semelhante. Em 2020, haverá mais idosos que crianças de até 5 anos, nas projeções da Organização Mundial de Saúde (OMS), que calcula em 2 bilhões o número de anciãos em três décadas, ou 20% dos habitantes do planeta. Enquanto, daqui a 30 anos, a população com mais de 60 vai quadruplicar em relação a 1950, na faixa dos octogenários, o salto será 26 vezes maior.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS