Lindbergh Farias em Campos para posse do diretório municipal do PT
14/07/2017 16:51 - Atualizado em 14/07/2017 16:54
O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores, em Campos, dá posse aos seus novos integrantes em evento neste sábado (15), às 14h, no auditório do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF). A cerimônia contará com a presença do senador Lindbergh Farias, além de lideranças sindicais e dos movimentos sociais. Vale lembrar que o PT tenta se reestruturar com vistas às eleições de 2018, após duros golpes como o envolvimento da alta cúpula na Lava Jato (investigação que envolve, também, muitos políticos de outros partidos), o impeachment da presidente Dilma Rousseff e a recente condenação do principal nome da legenda, o ex-presidente Lula, na Lava Jato, a nove anos e meio de prisão. 
O novo Diretório do PT será presidido pelo petroleiro Rafael Crespo. Também integra a diretoria executiva os militantes Odisseia Carvalho (vice-presidente), Norma Dias (secretaria de comunicação), Jorge Machado (secretaria de organização), Luciana Damas (secretaria de finanças), Moaldenir Freire (secretaria de formação) e William de Barros (secretaria de movimentos populares).
Além da cerimônia de posse, haverá debate com o tema "A crise nacional e os reflexos para a classe trabalhadora", com a professora da Universidade Federal Fluminense (UFF) Ana Costa, o coordenador geral da Federação Única dos Petroleiros, José Maria Rangel, e o senador Lindbergh.
— Assumimos o diretório num momento único na política nacional, onde os trabalhadores perdem os seus direitos históricos, os jovens perdem a perspectiva de se aposentarem e a política neoliberal do governo ilegítimo faz com que os números de desempregados aumentem a níveis nunca imaginados. Com isso estamos vendo voltar a fome no nosso país — afirma Rafael Crespo.
O novo presidente do PT em Campos também se posiciona sobre a política municipal, destacando que “seguindo a mesma política do [Presidente Michel] Temer, a gestão municipal corta direitos básicos dos campistas como o restaurante popular, fazendo com que voltemos a ver na nossa cidade pessoas famintas e miseráveis. Os munícipes têm um aumento de 100% na tarifa de ônibus e o prefeito só governa para a mesma elite do governo anterior”.
Com informações da assessoria

ÚLTIMAS NOTÍCIAS