Desmascarada a trama do falso diálogo de Rafael Diniz, divulgado por Garotinho
23/06/2017 18:03 - Atualizado em 23/06/2017 18:06
Ex-funcionária do CCZ, militante de Caio e , agora, militante de Garotinho, Josy Alves teria sido responsável pela farsa
Ex-funcionária do CCZ, militante de Caio e , agora, militante de Garotinho, Josy Alves teria sido responsável pela farsa / Arte/Somos
Bastou uma bem feita pesquisa em postagens do Facebook para que fosse desmascarada toda a farsa do falso diálogo de Rafael Diniz, divulgado pelo ex-co-prefeito de Campos Garotinho, em seu blog e nas redes sociais, sob o título “A conversa constrangedora de Rafael e seus amigos”, um longo e muito mal construído texto, onde se faz graves acusações contra diversas pessoas. Garotinho chegou a afirmar que havia destruído provas (gravação), inexistentes: “Além disso, empenhei minha palavra que a prova seria destruída imediatamente, como foi, e o nome da pessoa preservado, como a lei me garante do “sigilo da fonte”.

A dor da derrota

Ainda amargando a fragorosa derrota para Rafael Diniz nas últimas eleições, que ejetou a sua facção do poder em Campos, o ex-co-prefeito Garotinho não tem medido as consequências dos seus atos no afã de prejudicar o novo governo de Campos, a todo momento inventa uma denúncia. A mais grave foi a divulgação de um imaginário diálogo envolvendo o prefeito Rafael Diniz e amigos, atingindo empresários e autoridades judiciais.

Josy Vaz, ex-funcionária do CCZ montou a farsa, não viu, nem ouviu, só inventou…

Agora, descobre-se que tudo teria sido montado pela ex-funcionária terceirizada do CCZ de Campos, Josy Vaz, uma militante do ex-candidato a prefeito Caio Viana, atualmente aliado de Garotinho, já notória por fazer denúncias fantasiosas nas redes sociais, que postou em seu Facebook a rocambolesca farsa, compartilhando com Garotinho, que viu e gostou da “novelinha”, assumindo a “descoberta” e, com colaborações dos seus áulicos advogado e jornalista, promoveu várias alterações no texto para adaptá-lo ainda mais aos seus escusos interesses.
Tentando isentar a sua verdadeira “fonte”, Josy Vaz, de eventuais responsabilizações, o ex-co-prefeito inventou uma gravação que não existiu para um diálogo que não ouve.
Seria perfeito se não houvesse tantos rastros. Mas todo o esquema pode ser facilmente comprovado com as imagens que publicamos abaixo, que desmentem Garotinho passo a passo, ratificam que ele é um “covarde e mentiroso”, como afirmou com todas as letras o prefeito Rafael Diniz.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS