O Não Lugar
Mariana Luiza 22/01/2017 01:21 - Atualizado em 20/12/2017 12:34
Cristina foi ao shopping. Estava sozinha, como de costume. Comprou um lanche no Mc Donalds. Devorou o hambúrguer com fritas no mesmo ritmo da troca de gritos entre os atendentes e os fazedores de sanduíche. Depois, jogou o lixo da bandeja no receptáculo e caminhou sem destino pelos corredores. Passou por lojas de roupas, lingeries, brinquedos e eletrônicos. Em frente a uma LanHouse viu um casal imprimir fotos de um fim de semana num resort em Cuba. Depois de percorrer os quarto andares, decidiu voltar ao primeiro e enfrentar uma fila de quase cem metros para tomar um sorvete italiano. Cristina digitou a senha, mas a transação não foi concluída. Era dia 20 e o que restou do salário fazia, naquele momento, o caminho da digestão rumo ao intestino. A moça não se abateu com o saldo zerado de sua conta bancária. Ficou uns 15 minutos a observar as pessoas da fila e aqueles que lambiam as bolas de sorvete de sabores variados. Depois desse tempo, ela caminhou novamente até o balcão e tirou uma foto em close do cartaz da sorveteria. Publicou no Instagram, no Twitter e no Facebook uma mão, que alguns seguidores pensaram ser dela, segurando um copinho de sorvete que estampava a logomarca da sorveteria italiana. Propaganda gratuita para seus 159 seguidores, que não valeu nem o regateio por uma mísera bolinha de chocolate Belga. Cristina rolou com a ponta dos dedos a página do Facebook na tela do celular. Buscava novidades. Dentre fotos de comida, tais como as dela e diversos autorretratos, a moça acompanhou publicações de sobre política. Bloqueou uns quatro seguidores que pensavam de maneira oposta a ela. Parou de “seguir” aquela prima que só postava notícias a favor do partido que ela julgava inimigo e clicou na lista de amigos para ver o total de seguidores. 155, depois da exclusão e dos bloqueados. No final da tarde, Cristina pegou um ônibus de volta para casa. Checou novamente as notícias no Facebook, excluiu mais um colega de escola, rezou um “Pai Nosso” e se deitou para dormir. Quando quase adormecia, Cristina recebe uma notificação pelo telefone. Duas amigas do tempo do colégio secundário haviam aceitado seu pedido de amizade. Comemorou o reencontro, curtiu fotos de atores famosos no Instagram e dormiu.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Sobre o autor

    Mariana Luiza

    [email protected]