Quem se preparou para o tsunami?
Alexandre Bastos 14/05/2015 17:27

 

"Nos preparamos e fizemos o dever de casa para enfrentar um terremoto, só que ele veio seguido de um tsunami", declarou a prefeita Rosinha Garotinho (PR), ao contatar a queda milionária da arrecadação nos últimos meses.

Mas afinal, por que o município de Campos não tem estrutura para encarar essa onda gigante?

É bom lembrar que nos últimos sete anos a cidade arrecadou mais de R$ 13 bilhões. Como diz o ex-presidente Lula, "nunca antes na história" Campos teve tanto dinheiro.

Será que durante este período não era possível apostar na diversificação da economia e tornar a cidade menos dependente dos royalties?

Quanto o município investiu em qualificação? A cidade é referência nesta área?

Quanto a Prefeitura aplicou no Fundo de Inovação Tecnológica? A nossa cidade é referência em inovação?  O Parque Tecnológico, sugerido em 2011, saiu do papel?

Os atuais gestores dialogaram com o setor acadêmico em busca de alternativas?

A secretaria de Desenvolvimento Econômico é um enfeite? Vale lembrar que o Orçamento anual da pasta era quase o mesmo valor de um único show do Luan Santana.

Quando se investiu no fortalecimento da Agricultura? A cidade é referência? Para se ter uma ideia, a secretaria de Agricultura foi parar no segundo escalão. Em junho, será uma superintendência.

E o projeto do vereador Marcão, que pretendia criar um Fundo para economizar os royalties? Foi criado ou engavetado?

E a Comissão para fiscalizar a aplicação dos royalties? Existe ou dorme em alguma gaveta?

Ao contrário de países que se preparam e fazem treinamentos para enfrentar catástrofes, a Prefeitura de Campos investiu muito pouco em prevenção...

Agora, como diz uma música do Zeca Pagodinho, é aquele velha história: "Camarão que dorme a onda leva".

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Sobre o autor

    Alexandre Bastos

    [email protected]

    BLOGS - MAIS LIDAS