Peregrino sai do PR e dispara: "Clarissa fez Garotinho ficar fora do segundo turno"
Suzy 17/12/2014 00:39
O PR, partido presidido pelo quase ex-deputado Anthony Garotinho, perdeu um dos importantes filiados e tido como braço direito do presidente. Candidato a governador pelo partido em 2010 (quando substituiu o próprio Garotinho que não pode ser por pendências na Justiça Eleitoral), Fernando Peregrino deixou a legenda e disparou contra a filha de Garotinho, Clarissa, recém diplomada deputada federal. Ao anunciar sua desfiliação, Peregrino disse que se sentia alijado das decisões partidárias e afirmou: "Clarissa fez Garotinho ficar fora do segundo turno". Clarissa e Peregrino disputaram o cargo de deputado federal, mas só ela, que, segundo o ex-secretário do PR, recebia tratamento de princesa. Em entrevista ao Jornal O Dia, ele disse que tentou convencer Garotinho, de que a filha levava o partido a rumos errados, mas não foi ouvido. “Garotinho é o presidente do PR, mas quem conduziu o processo eleitoral foi ela”. O objetivo dela, argumenta o ex-secretário-geral, é ser prefeita em 2016. Por isso, centralizou as atenções. Em suas palavras, isso envolveu a nomeação de nomes “sem identificação com o partido” para postos-chave. Peregrino disse que a principal campanha do PR foi a de Clarissa, o que prejudicou o Garotinho. “Ele não perdeu para Pezão. Não se pode fazer campanha em 2014 pensando em 2016”.
 O ex-secretário-geral apontou o isolamento do partido como uma das causas da ausência de Garotinho no segundo turno. “Faltaram 40 mil votos. Isso teríamos em Campo Grande, Santa Cruz, áreas do nosso grupo político,onde não havia pessoas de nossa confiança para ir as ruas”.
Clarissa ironizou as declarações do ex-aliado. “Ele teve uma das campanhas mais apoiadas do partido, bom tempo de TV, mas só conseguiu seis mil votos. Ele sempre foi leal a nossa família, mas, infelizmente, algumas pessoas se perdem pela vaidade”, acusou.
Na candidatura de Garotinho do Governo do Estado, Peregrino queria ser vice, mas o escolhido foi o vereador Márcio Garcia. Desenhada a crise (aqui), dias depois, Peregrino negou sua existência aqui. (Fonte: O Dia)
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Sobre o autor

    Suzy Monteiro

    [email protected]

    BLOGS - MAIS LIDAS